quinta-feira, 4 de março de 2010

Where are you now ?


A única coisa que eu escutava eram os pingos de chuva lá fora. Eu olhava desesperadamente para o telefone esperando noticias do Bryan.
A noite havia acabado de começar e por isso seria mais difícil encontrá-lo, os bombeiros disseram para ninguém se preocupar, que ele estaria bem, e... vivo. Mas eu duvidava seriamente dessa afirmação.
Estava chovendo forte, o que havia provocado um possivel derrapamento da pista. Ele havia caido no rio, preso no carro. Morrido afogado. Acho que não tem pior jeito de morrer do que afogado.
Afastei qualquer pensamento ruim, tentando não tremer tanto. Um raio rasgou o céu de repente e eu me limitei a apenas gritar. Não iria correr e tentar procura-lo eu mesma. Seria loucura. 'Ele teria ido se fosse você' uma voz começou a falar dentro de mim, e eu começei a sentir culpa. Eu precisava sair e procura-lo, e custe o que custar, precisava acha-lo.
Não, eu não podia, era loucura. 'Você não vai ? Pensei que fosse mais que isso Carrie Montgomery'
Ele caiu no rio Estle não é ? Ia precisar de uma lanterna e um cobertor talvez. Acho que era só. Subi no meu quarto a para procurar a mochila mais velha que eu tinha, mas apenas peguei a primeira que vi. Desci para o porão e procurei até achar uma lanterna minuscula, daquelas que se ganhava nas lanchonetes. 'Isso deve servir, agora vá, você não tem muito tempo.' Aquela voz que não era minha dentro da minha cabeça era irritante, como alguem que eu conhecia mais não me lembrava, eu queria me lembrar, vasculhava minha mente, mas não me lembrava de ninguém.
Olhei para fora, a chuva estava piorando, não sei se ia acha-lo, não sabia nem se ia achar o caminho de volta se fosse, mas aquela voz entrou de novo em minha mente, dessa vez mais profunda e nitida. ' Ele corre sério perigo Carrie, não estou brincando, o que você está esperando? ' Eu sussurei na minha mente, em uma voz tremula que não parecia minha, mas o suficientemente alto para que essa pessoa que me avisava ouvisse. 'Onde ele está ? Quero dizer exatamente, sei que ele caiu no rio, mais ninguém achou o carro ou qualquer coisa do tipo, então, onde ele está ?' . Segundos de silêncio se passaram, e eu começei a me sentir idiota falando sozinha, então a voz da mulher adentrou a minha mente de novo ' Ele está na clareira, na toca de Hédio. Ele não foi muito bem vindo digamos assim. Hedio o encontrou no rio, e vai sacrifica-lo para o demonio, corra Carrie, Bryan precisa de você.' E não foi preciso de mais nada para que eu batesse a porta de casa, apenas com a roupa no corpo, correndo para a toca de Hédio.

-

perdoem o capitulo curto ?
HAHA . oque acharam desse novo projeto de história ?
Eu achei ham, interessante, seilá.
obrigada por comentárem gente, me fazem feliz (:
beeeijos :*

4 comentários:

Giih disse...

OMG menina voc escreve tão tão bem
eu amei essa história O:

te amo <3'

Bruuuhkip disse...

aaah best *-* eu to adorando a historia, como vooc naum me mostro ela antes --' 'maguei ('tah muito curto o capitulo mesmo, da pra terminar logo ?

amo, amo, ever *-*

Dayds. disse...

own, adorei (: muito fofo!

Victoria*-* disse...

Amei muito lindooo...